Pixel ID
Question Everything .is/listening
Written by Joana Rita Sousa / 27.06.2019

10 000 passos e o poder do marketing

O smartphone faz parte da nossa vida e muitos já não conseguem viver sem esta ou aquela app. No que respeita à saúde há várias que nos ajudam a monitorizar a actividade física. A páginas tantas damos por nós a caminhar, de um lado para o outro, para atingir a meta dos 10 000 passos pois “diz que” é sinal de pessoa saudável. Será que é mesmo assim? Será que é o marketing a dar cartas?

A nossa “cabazada” de links traz este e outros artigos. Podíamos escrever mais, partilhar mais? Se calhar, podíamos. Mas a quantidade dos passos não é, para nós, um objectivo. Preferimos menos passos e passos “melhores”, com mais qualidade.

 

Plásticos e micro plásticos: o tamanho importa?

A ameaça é real e os estudos alertam para a necessidade de agir rapidamente:

Microplastics — the tiny pieces of plastic that range from the size of a sesame seed to microscopic particles —  are increasingly showing up in our oceans, air and on our dinner plates, and this has scientists in the European Union alarmed.

On April 30, the European Commission’s Group of Chief Scientific Advisors released a scientific opinion calling for a wider, evidence-based policy response to pre-empt the growing risks of microplastic pollution.

 

Números, social media & televisão

São impressionantes os números que retratam a nossa relação com social media. Há muitos zeros, e não são à esquerda, entenda-se. Somos muitos a usar, muitos a distribuir likes e a criar conteúdos: será que sabemos todos o que por lá andamos a fazer? Que métricas podem ajudar-nos a avaliar da cultura digital de tantos utilizadores?

A buffer divulgou estas estatísticas, essenciais ao trabalho de quem se dedica a “estas coisas do social media”

Por falar em smartphone e social media: que implicações têm nos nossos hábitos de ver televisão? Continuamos a ver televisão da mesma forma? Podemos dizer que ainda vemos televisão – ou devemos começar a falar em conteúdos televisivos?

Aproveitamos também para partilhar um artigo sobre social media e saúde mental, um assunto que também nos preocupa uma vez que não dispensamos o uso das redes sociais para estarmos mais perto de todos vós.

 

Psicologia e UX, Chernobyl e instagram

 

O tema UX é muito caro aqui por esta casa e quando encontrámos este artigo sobre Psicologia e UX soubemos que tínhamos de partilhar com o mundo:

“We must design for the people the way they are, not the way we wish them to be. Also see “Don’t be logical”. Half the people in the world are below average.”

 

Que novas formas temos para documentar a nossa vida, na alegria e na tristeza, nos monumentos felizes e nos trágicos? Chernobyl tornou-se um tema nas últimas semanas devido a uma série HBO. E parece que os influenciadores acorreram ao local – ou será que não foi bem assim? Taylor Lorenz investigou a situação:

While the area surrounding the destroyed reactor has undeniably morphed into a tourist destination, and interest in the disaster has spiked since the premiere of HBO’s miniseries Chernobyl, the Instagram geo-tag offers zero evidence of any uptick in lifestyle influencers visiting the site. Three of the four people that Zupan chose to highlight in his tweet aren’t influencers at all.

 

*

Também estamos pelo Twitter. Já nos segue por lá?

Follow me!