Question Everything .is/listening
Written by Jorge Oliveira / 02.08.2013

Como mandar cv’s para a Active Media

como-mandar-cv-activemedia

De cada vez que temos que arrumar os emails das muitas candidaturas recebidas pensamos que isto não é forma, e hoje é o dia de estruturar meia dúzia de dicas a quem nos quiser enviar o seu cv, portfolio, etc, seja qual for a área de trabalho a que se candidata. E acreditem que olhar para uma lista de mais de 50 emails e tentar perceber coisas é o mesmo que andar à procura do Wally.

Assunto do email

Acreditem ou não, 99% do assunto dos mails de candidatura diz “Candidatura”… apenas isso, sem mais. Bastava acrescentar algo mais e já começamos a facilitar a vida a quem abre a caixa de correio: Candidatura para WebDesigner // Sou recém formado e quero trabalhar em video // Sou o melhor fazedor de cafés do universo // etc…

Primeira dica: esclareçam ao que vão e aproveitem para se destacarem e chamarem a nossa atenção.

Anexos no email

Agora imaginem que o inacreditável acontece e queremos guardar o vosso cv na pasta de cv’s. 95% das vezes o computador diz-me que o ficheiro já existe. Nam… a sério? Já cá estava o vosso CV? Não, chegam todos com o mesmo nome. E agora?

Segunda dica: cv_vosso-nome_ao-que-vão.pdf. É a melhor forma de não acontecerem acidentes com os ficheiros e de serem mais facilmente descobertos numa pesquisa interna. O mesmo deve ser feito para os restantes anexos: portfolio, cartas, etc. Se enviarem coisas através de links, tenham a mesma atenção no nome dos ficheiros.

Anexos como link partilhado

Uma boa forma de enviarem ficheiros pesados é como link. Basta copiarem o ficheiro para a vossa dropbox, por exemplo, e partilhar o link no email. Sabem qual a maior vantagem disso além de não enviarem mails pesados? Podem actualizar o ficheiro com coisas novas, e desde que mantenham o nome, os destinatários terão sempre acesso à vossa informação actualizada.

Terceira dica: explorem os serviços de partilha de ficheiros, nomeadamente a dropbox.

Texto do email

Aqui aplicam-se as regras gerais de qualquer candidatura mas chamo a atenção para algumas coisas ridículas: “Tenho acompanhado a evolução do vosso grupo” (não somos um grupo, somos apenas uma empresa, e quando se percebe que o cv foi enviado para uma lista de gente, cai muito mal), “Acredito que as minhas capacidades são as mais adequadas” (quais? raramente são referidas antes de aqui chegarmos) ou o singelo “Envio candidatura”… pois.

Quarta dica: apliquem-se no que escrevem e como escrevem. O tempo de atenção dado a uma candidatura espontânea é muito curto, excepto se for interessante de ser aberto. O texto do email fará com que abra o cv ou visite o site do portfolio.

Assinatura do email

Aproveitem as funcionalidades dos softwares e criem uma assinatura de email que tenha pelo menos o vosso nome e número de telefone, o vosso site ou blog e as redes sociais por onde andam e onde permitirão que vos associe. Tenham atenção ao que colocam aqui e à sua relevância.

Quinta dica: algumas assinaturas deixam acrescentar a última publicação no blog ou numa das redes. Explorem essas possibilidades para acrescentarem pontos de interesse.

Afinal foram só 5 dicas

Em vez de 6 como prometido lá em cima, mas deixo a sexta em aberto para alguma ideia que queiram partilhar.

Para fechar, desculpem se não conseguimos responder a todas as candidaturas, mas uma coisa prometemos, estão todas em arquivo, organizadas por áreas de interesse e são o primeiro sitio onde vamos procurar quando precisamos de contratar alguém.

Follow me!

Tópicos deste artigo