Question Everything .is/listening
Written by Jorge Oliveira / 14.01.2011

Como procurar trabalho no sec. XXI

Não conheço o Stanislav mas esta abordagem diz muito sobre a pessoa e dá-nos uma leitura do seu perfil, muito melhor que um currículo europeu, feito para burocrata e onde não cabem abordagens criativas. Ou será que cabem? hum…

De forma resumida, e não me parece que estas abordagens sejam apenas válidas para os empregos ditos criativos porque criativos hoje em dia temos que ser todos, a procura de trabalho não pode ser feita com o envio de um cv de forma quase automática, de palavras vazias sobre a empresa a que se candidatam, sem mostrarem de forma muito clara a que se candidatam e quais as vossas mais-valias.

A oferta é maior que a procura, os currículos dos cursos são os mesmos, o ponto de partida é igual. Aquilo que é diferente é a pessoa, a sua paixão, a sua vontade, o seu empenho, o seu perfil adequado ao lugar que quer ocupar.

Falta saltar de multidão, destacarem-se pelas melhores razões, chamarem a atenção com o trabalho realizado, seja ainda na escola, seja nos projectos pessoais.

Também é bom terem, como as empresas têm, uma visão e um objectivo: “um dia quero …”. Isso ajuda a concretizar e a direccionar este tipo de acções.

Um dia apareceu aqui um miúdo com uns trabalhos bem fixes, e que tinha um objectivo: ir trabalhar para a Torke. Fez um blog, fez vídeos de guerrilha, fez tudo… e conseguiu. Não só tinha as competências como soube escolher o seu alvo e trabalhou para provar que seria a pessoa certa ao lugar.

Mensagem final: se continuam a enviar 500 cv’s por semana e nem uma resposta, se já os enviam sem escrever nada no email, sem dizerem ao que é que vão, sem foco, sem objectivo, sem trabalho feito que mostre a vossa apetência para a área, sem tratarem da vossa presença online, sem se destacarem da multidão com a vossa característica única… estão no mau caminho.

As ferramentas disponíveis hoje permitem-vos fazer muito melhor… e se querem provar que são os melhores numa área criativa… sejam criativos.