Question Everything .is/listening
Written by active / 05.04.2014

Esta semana, #Hashtags e Digital Signage, Gmail e Google

E esta semana temos mais destaques!

#Hashtags e Digital Signage

Neste artigo vou falar de duas ferramentas de comunicação muito interessantes e poderosas para alcançar o target desejado e dar voz à sua marca: hashtags e digital signage. Convém começar pelo princípio.

Hashtags

Antigamente, o símbolo cardinal (#) era raramente utilizado. Isto, claro, até chegar o microblogging Twitter, e transformar este símbolo pouco usado num fenómeno online.

Hoje, se está nas redes de social media como o Twitter, Instagram ou Facebook, simplesmente não tem como evitar a presença das #hashtags.

Inicialmente, as hashtags podem parecer inúteis, e até poderão sê-lo, se usadas incorrectamente. No entanto, são uma ferramenta poderosa para ajudá-lo a envolver o seu target e aumentar o reconhecimento da sua marca. Porquê?

Se a sua marca possui um perfil público nas redes sociais, usando as hashtags, as suas mensagens podem ser visíveis por qualquer um que compartilhe o seu interesse (keyword). A vantagem é sem dúvida fazer com que os seus posts não fiquem mais limitados apenas aos seus seguidores, pois, com a ajuda destas, o seu conteúdo será acessível a todos os interessados.

Screen-Shot-2012-12-08-at-1.29.58-PM

É necessário, contudo, escolher a keyword certa de modo a aumentar o alcance das suas mensagens para milhares de potenciais seguidores, fãs ou clientes.

Digital Signage

Agora o digital signage. O digital signage que, de forma sucinta, é um canal de comunicação digital no seu ponto de venda, na sua empresa, num local público, em interior ou exterior. Associado muitas vezes a uma espécie de televisão, daí ter ganho também a designação de instore tv ou corporate tv, estes canais são criados com um de vários objectivos.

Estes canais pretendem influenciar vendas, entreter a espera, comunicar com os seus colaboradores, anunciar algo, definir um ambiente ou activar a marca. É uma das ferramentas de comunicação mais eficazes, uma vez que toda a dinâmica envolvida capta a audiência.

A junção

E agora pergunta-me: e o que têm as hashtags a ver com digital signage?

Muito. Podem os dois, juntos, criar algo interessante para a sua audiência, bem como para a sua marca, havendo uma relação win-win. Ora vejamos dois exemplos simples.

A agência de publicidade Konstellation planeou uma maneira engraçada e eficaz de fazer uma happy hour durar mais tempo para o seu cliente, a conhecida marca de cerveja Carlsberg, apresentando o Happy Beer Time, um happy hour crowdsourcing, realizado em parceria com um bar.

O bar recebia primeiro uma pen USB que lhes permitia ligar para qualquer tela que possuíssem nas suas instalações, e esta tela exibia o tempo restante da happy hour.

Para continuar a happy hour, os clientes do bar tinham de enviar uma foto para o Instagram e usar a hashtag #happybeertime, tendo de tagar o nome do bar, igualmente.

Quando a foto era carregada, aparecia na tela e era adicionado mais tempo ao contador da happy hour. Uma solução win-win para todos! A marca de cerveja vendia. O pessoal curtia a happy hour e o bar alcançava mais pessoas, mais consumo.

Outro exemplo. Este menos alcoólico. Relacionado com o futebol.

Em Janeiro, o Southampton FC quis aproveitar as vantagens do social media numa experiência nos ecrãs gigantes do seu estádio. Durante um jogo que realizou contra o West Brom, este clube da primeira liga inglesa de futebol convidou os adeptos a usarem no Twitter a hashtag #saintsfc e quem o fizesse veria o seu tweet, exibido nos painéis publicitários LED que se encontravam no campo.

Esta acção permitiu ao clube interagir com quem estava a ver o jogo fora do estádio e o resultado final foi visto como positivo tanto pelo clube, como por parte de alguns media locais, que louvaram o facto do Southampton FC ter investido numa estratégia de marketing arrojada, que reflectia uma ambição do clube em posicionar-se no topo da primeira liga inglesa.

 

Para o clube, a principal vantagem desta acção foi a de ter incentivado também quem estava no estádio, ao ver mensagens dos não presentes, a ligar-se ao perfil oficial do clube, fortalecendo os laços com os fãs. E, em última análise, também lhes permitiu aumentar o seu número de seguidores e recolher alguns preciosos dados para posterior análise.

Gmail e a renovação

A Google trouxe-nos, esta semana, algumas novidades que estão prestes a surgir. A empresa americana pretende incluir novas funcionalidades no seu serviço de correio electrónico, o Gmail.

O objectivo primordial desta novidade é fazer com que o utilizador goste de explorar o seu correio electrónico. E para que tal possa ser possível, há que melhorar a experiência de navegação nesta plataforma.

Diz-se por aí, na blogosfera, que, segundo o Geek.com, para começar, a Google vai estrear novas categorias além das já existentes e conhecidas ‘Principal’, ‘Social’ e ‘Promoções’. Além destas, existirão também as categorias ‘Viagens’, ‘Compras’ e ‘Finanças’. O utilizador vai poder definir os seus próprios filtros e regras e dessa forma melhorar a organização do seu correio. Afinal, há que lembrar que todas estas modificações são para melhorar a satisfação do utilizador no seu correio electrónico.

É  verdade que nem todos os utilizadores acedem com muita frequência à tab das ‘Promoções’, mas, pensando em todos aqueles que até gostam de achar uma promoçãozinha interessante por lá, a Google vai abandonar o formato normal de linha de email, estando já em teste uma opção que torna a área de ‘Promoções’ diferente.  Ao seleccioná-la, passam a aparecer promoções com imagem e uma breve descrição dessa promoção, facilitando a visualização do que é oferecido.

Mas não ficamos por aqui. Lembra-se que pode marcar com uma estrelinha os email que considera importantes ou interessantes? No entanto, por mais que marque o email com estrelas, se recebe uma mensagem que até nem é muito importante, esta ficará sempre em primeiro lugar.

Por isso mesmo, a Google está a trabalhar também numa função de pinned, para evitar que isto aconteça. Com esta nova função, o utilizador poderá escolher um email, marcá-lo como importante. Independentemente de quaisquer movimentações na Inbox, o email marcado ficará sempre visível em primeiro lugar.

Resta, agora, esperar pelo dia em que abriremos o Gmail e as coisas já não estão mais iguais!

O 1º de Abril e a Google

É verdade, hoje anda muita Google por aqui, mas a empresa americana não tem parado e esta notícia merecia ser comentada por nós!

A terça-feira passada foi dia 1 de Abril, Dia das Mentiras. E a empresa que sem dúvida aproveita da melhor forma este dia (e não com qualquer mentirinha!) é a Google. E sempre bastante criativa!

Não sei se se lembra, mas no ano passado, a mentira da Google passou pelo lançamento do GoogleNoise. A “ferramenta” que fazia buscas de aromas pela Internet.

Este ano, a Google esmerou-se uma vez mais. E desta vez, inspirou-se na famosa série Pokémon e utilizou o Google Maps para desenvolver a sua ideia.

Quem acedesse ao Google Maps, na versão iOS e Android, podia, durante algumas horas, navegar pelo mapa e apanhar até 150 criaturas diferentes.

Assim, a mentira passou pelo upload de um vídeo online no qual anuncia um jogo de Pokémon real, o Pokemón Challenge. Não sendo necessária qualquer instalação, bastava abrir a app do Google Maps no sistema operativo iOS ou Android, e no campo de pesquisa clicar em “press start”.

Aí éramos redireccionados para o ‘Pokémon Lab’, podendo iniciar a procura no mapa, tendo de navegar, manualmente, até se encontrar e apanhar cada pokémon.

A Google mantinha ainda a promessa de que o maior mestre de Pokémon seria contratado pela empresa, já que ficava com um registo de todos os pokémons que já havia apanhado.

A Google é das empresas que mais tem apostado no desenvolvimento de conceitos de realidade aumentada. E o Ingress é uma dessas experiências.

Esta seria uma verdade engraçada, mas, até lá, a realidade aumentada ainda tem de ser bastante melhorada.