Question Everything .is/listening
Written by Sandra Estevam / 05.11.2010

Os conteúdos de um site

Mais importante do que encher um site institucional de conteúdos é ter conteúdos que funcionem, não só em termos de responderem ao que ao utilizador procura, mas também que funcionem em termos de referenciação nos motores de busca.

Quando o utilizador vai a um site, por norma pretende uma resposta a uma questão e quer consegui-la da forma mais rápida. Depois se a curiosidade e a relevância dos conteúdos o fizerem ficar e explorar outras áreas, melhor.

Criar conteúdos interessantes não é nenhuma ciência esotérica, depende apenas de um bom conhecimento do que o cliente-alvo de um determinado site procura e da utilização de algumas regras de bom senso.

Deixe o utilizador ir directo ao que interessa. O público na web não quer procurar no meio de um texto extenso, o parágrafo ou frase que lhe interessa. Este está habituado a googlar e encontrar o que pretende imediatamente.

Se tem informação extensa para dar, divida por capítulos, por áreas, por temas, crie perfis de utilizador e guie-os de acordo com o perfil, crie links entre os assuntos, nomeie assuntos relacionados. Ordenar cronologicamente ou de A a Z também é uma boa solução. Tudo é válido desde que facilite a vida ao utilizador.

Não utilize massas sólidas de texto. Faça parágrafos curtos, quebre parágrafos, coloque subtítulos e chamadas. Evite a formatação justificada e dê espaço entre linhas, já que a leitura se torna mais fluida e amigável. Utilize imagens, gráficos, infografia, vídeos.

Dê mais, a quem quer mais. Links com informação extra podem sempre complementar os conteúdos, para quem deseja aprofundar mais um determinado assunto.

Tópicos deste artigo