Question Everything .is/listening
Written by Jorge Oliveira / 09.11.2011

This Space Available, o documentário

As ondas contra a publicidade são sempre muito grandes e enquanto profissionais de comunicação temos que admitir que muitas vezes estamos apenas a criar mais ruído, não a comunicar melhor.

E as ondas continuam porque as pessoas se sentem ofendidas. Falta regulação? Ou apenas bom senso?

This Space Available

A referência ao documentário chegou-me via Brainstorm9 e pelo teaser parece-me ser um bom alerta para todos nós, que nos envolvemos em projectos de comunicação exterior, seja analógica ou digital.

O ponto de partida do documentário é simples: os espaços públicos estão a ser invadidos pela publicidade, na maior parte dos casos sem qualquer respeito pelo espaço, pela sua envolvente, pelo impacto nas pessoas, pela construção de uma comunidade mais bela (ou pelo menos… menos feia).

E numa altura em que as preocupações com o meio envolvente estão a ganhar peso, talvez este documentário sirva para se inverterem caminhos.

Oportunidades

Uma vez houve uma marca que patrocinou as festas de Lisboa e andou a pintar uma data de passeios e ruas com os seus slogans. Achei um bocado parvo que uma cidade com tantas necessidades de reparar pavimentos fosse autorizar mais uma “sujidade”. Seria mais interessante que a mesma marca tivesse usado o dinheiro para recuperar espaços ou pavimentos.

Também me lembro dum notário que quando se instalou, assegurou a manutenção das zonas ajardinadas envolventes, mandou pôr bancos novos e reparou os passeios.

As duas marcas deixaram-me impressões diferentes: uma intervenção mais preocupada com os espaços públicos dará às marcas uma notoriedade maior, tenho a certeza.

Respeito pela audiência, respeito pela sociedade

Acredito que esta atitude faz parte da nossa responsabilidade social enquanto empresa. E também acredito que só com bom senso poderemos evitar que certas ondas se levantem e se chegue ao exagero das cidades que proibiram a publicidade no espaço público.

De caminho deixo-vos uma recomendação de leitura: The Necessary Revolution de Peter Senge. O documentário a ver se chega aos canais habituais para o conseguir ver.