Question Everything .is/listening
Written by Jorge Oliveira / 16.03.2012

ZMOT, O Momento Zero da Verdade

A forma como se tomam decisões de compra são um tema onde tocamos com muita frequência, quer nos projectos de digital signage quer naturalmente nos projectos web.

Como fazemos as nossas escolhas? O que nos influencia? Como podemos, enquanto markteers, ganhar este momento da verdade? E como os podemos capitalizar para que venham a gerar outras influências? E naquilo que é uma extrapolação para a nossa área de negócio, como posso envolver o 5º ecrã neste processo?

O Momento Zero

Tirar o smartphone do bolso e aceder à web ou a uma qualquer aplicação começa a ser a coisa mais natural deste mundo e tenho a impressão de que muitas vezes o sentimos tão obvio que já nem sequer pensamos no impacto que isto têm em termos de comunicação das marcas e do potencial para os negócios de proximidade.

Onde posso fazer uma chave aqui e agora? E naturalmente espero uma resposta. Ou várias. E talvez alguma recomendação. Ou um cupão de desconto. Ou simplesmente a localização e o horário.

Isto representa o primeiro passo a caminho do Momento Zero, o momento em que uma decisão de compra é tomada. Já nem todas as decisões se tomam em frente ao produto mas antes de chegarmos a ele.

De loja a ponto de __________ ?

Dou por mim, muitas vezes, a fazer um processo inverso. Descubro um livro numa livraria e antes de decidir se o compro ou não vou procurar as referências e as recomendações. No meio disto até pode acontecer que o compre… mas numa loja online, e saia da loja de mãos a abanar ou com o livro já dentro do kindle.

E daqui podemos naturalmente começar a perguntar que papel se reserva às lojas físicas: ponto de descoberta? ponto de entrega? ponto de experiência?

Novos papeis para o digital signage

E como integramos ou pensamos o digital signage dentro desta realidade? Que papel entregamos agora ao ecrã que pretende, entre outras coisas, influenciar vendas dentro do espaço da loja?

Podemos associá-lo com um leitor de código de barras e apresentar ao cliente as tais referências e recomendações, por exemplo. E até apresentar os preços nos concorrentes online e permitir que a compra se faça online mas com pagamento na caixa da livraria. Temos que pensar que muitos clientes querem aproveitar as vantagens do online mas ainda têm reticências com os pagamentos electrónicos. 

Ah mas isto é tenebroso então vamos dar vendas aos concorrentes? Vamos! Porque podemos fazer um acordo de venda e ganhar uma comissão sobre isso. Podemos também continuar a negar a realidade porque ainda não tem expressão nem impacto no negócio… Ainda? Por quanto tempo?

O Momento Zero da Verdade

O ZMOT está disponível gratuitamente em todos os formatos digitais para que ninguém fique de fora e é de leitura recomendada seja qual for a sua área de negócio.