A liberdade das imagens

A liberdade das imagens 3

O conceito do utilizador/produtor e as Creative Commons parecem ter pregado uma partida a alguns utilizadores do Flickr.

A Virgin Mobile Australia lançou uma campanha com base em fotos publicadas no Flickr que está a gerar uma discussão polémica na comunidade utilizadora, quer sejam “fotógrafos” quer sejam algumas das pessoas que aparecem nas fotos.

A velha questão dos direitos e liberdades, num mundo cada vez mais partilhado e “aberto”.

Como alguém dizia outro dia, passámos dos 15 minutos de fama para os 15 minutos de anonimato. Se por um lado abrimos o nosso mundo ao mundo, por outro queremos protegê-lo e evitar a sua devassa por terceiros. Onde estão os limites? Onde os queremos? Até onde os queremos?

(via AdvertisingLab)

0 thoughts on “A liberdade das imagens”

  1. Hello real people, adeus modelitos bem pagos.
    Acho que os limites terão de ser clarificados pelos próprios participantes das “comunidades”, porque as normas que as regulam, para já, têm interpretações diversas e pouco claras.
    Um bom princípio é restringir a utilização das fotos para fins comerciais e não disponibilizar fotos de amigos e familiares sem o seu consentimento.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top