D-eficiente

Vi este site www.d-eficiente.net numa breve da Exame Informática de Setembro, mas confesso que só hoje arranjei tempo para conhecer este projecto.

Criado por Pedro Monteiro, um jovem com paralisia cerebral, aluno da Universidade de Aveiro, este site chama a atenção para os problemas das pessoas com necessidades especiais e convida a sociedade a participar activamente de forma a mudar mentalidades.

O site é complementado com um fórum de discussão, onde todos podem participar.

Eu pasmei ante algumas fotos, que demonstram como este país continua a ignorar as pessoas com mobilidade reduzida.

0 thoughts on “D-eficiente”

  1. Bem lembrado
    Tb tinha visto na televisão uma reportagem sobre este website, mas como é hábito nunca mais me lembrei de o ir ver.
    Obrigado.
    Cumps.

  2. Se nós ignoramos as necessidades de pessoas "normais" na sua deslocação diária e se não respeitamos toda e qualquer norma social ou legislativa, como podemos esperar maior atenção para com as pessoas com qualquer tipo de deficiência?

  3. Projecto leisure adapt

    O termo lazer é controverso e muitos são aqueles que preferem usar a palavra ócio para denominar a ocupação lúdica do tempo livre de que cada um dispõe.
    O cidadão portador de alguma (mais ou menos grave) deficiência tem uma primeira terrível preocupação o mercado de trabalho (pois repentinamente ou ao longo do tempo o seu estatuto muda). Quando consegue vencer e volta a ter tempos livres de trabalho obrigatório, o relaxe de nada fazer a não ser o que lhe apetece no momento, sem programa nem responsabilidades, fazendo-o bem ou mal. A qualidade de vida, enquanto elemento de análise do bem-estar, aparece de alguma forma associada ao "grito de toque a reunir" de grupos e de indivíduos conscientes dos problemas sociais que temos conhecido nas últimas décadas, associados à actual opção de desenvolvimento das sociedades. A qualidade de vida é pois uma discussão de natureza económica, social, cultural e política, constituindo o seu discurso uma linha de pensamento em conflito com o discurso tradicional. Ele propõe uma nova prática – uma prática social centrada sobre a mudança. Uma mudança que passa por múltiplos campos do bem-estar como a habitação, as condições de trabalho, a saúde, a alimentação, a educação, a cultura, os modos de vida urbana, os lazeres, etc. Não será difícil compreender que quando se é portador de uma qualquer deficiência tudo se complique. A qualidade de vida é, portanto, um objecto multidimensional do desenvolvimento social que polariza as formas de tratar tanto um conjunto de realidades concretas imediatas e quotidianas, como o conjunto dos mais diversos problemas que se colocam a longo prazo. Os lugares de aplicação deste objectivo são de tal forma diversos que é ilusório pensar que ele pode ser plenamente realizado num período de tempo imediato.
    É pois na dinâmica da acção social que a qualidade de vida pode encontrar um conteúdo real para a mudança da sociedade em que vivemos. Uma sociedade que, se caracteriza por um conjunto de transformações consideráveis que têm afectado a qualidade de vida dos indivíduos, especialmente dos que residem em meio urbano.
    Será que mesmo com toda a riqueza produzida não somos capazes, ou não estamos ainda preparados, para fornecer, a toda a sociedade, uma civilização de bem-estar?
    A minha abordagem do tema lazer terá em conta estas sensibilidades, ou seja, trata-se de apresentar sugestões de tarefas e locais que podem ser usados agradavelmente por aqueles que têm tempo livre. Mas, sobretudo, levando a quem desconhece o prazer da realização ociosa a proposta de ocupações com tarefas que lhe proporcionem prazer, contribuindo para a sua auto-estima e consequente bem-estar.
    Eis alguns exemplos de modalidades desportivas:

    Atletismo (Pista, Pista Coberta, Estrada e Corta-Mato, em Cadeira de Rodas)
    Basquetebol (a pé ou em cadeira de rodas)
    Bowling
    Ciclismo (triciclo, bicicleta e tandem)
    Esgrima
    Futebol (de 5 e de 7)
    Ginástica
    Halterofilia
    Hipismo
    Judo
    Natação
    Pesca desportiva
    Remo (na água ou indoor)
    Ténis (a pé ou em cadeira de rodas)
    Ténis de Mesa (a pé ou em cadeira de rodas)
    Tiro com Arco
    Vela
    Voleibol
    Xadrez
    Olá 🙂
    Procuro propostas interessantes.
    Cumprimentos Eunice Afonso

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top