Pixel ID
Written by Jorge Oliveira / 14.05.2020

O papel do designer na sociedade

Para todos os que acham que o designer é apenas um ser criativo que faz coisas giras que nem sempre entendemos, está na altura de pensarem de forma diferente.

O papel do designer na sociedade é muito mais que a tradicional ideia do ser criativo/artista/frito/… , e se o próprio designer se reduzir a isso então é um mau papel que nem para embrulho serve.

É responsabilidade do Designer respeitar o seu papel e alargar a sua intervenção social.

E vem isto a propósito de um vídeo do Don Normam sobre a necessidade de se mudar a forma como se ensina design nas escolas, vale a pena ver, são só 6 minutos.

 

Designer como pivot

Um dos grandes papeis que o designer deve ter na sociedade, na economia, nas empresas, nas instituições, … é ser um pivot no desenho de  soluções para os mais diversos problemas.

Em primeiro lugar porque é uma pessoa habituada a trabalhar para o utilizador final e isso dá-lhe a vantagem de ver os problemas do ponto de vista do utilizador final e não de quem tem o problema nas mãos.

Está habituado a trabalhar as experiências de uso em contexto de uso, e em nome de uma boa experiência, sem atritos e sem problemas.

De forma a que o utilizador possa ir do ponto A ao ponto Z sem ter que parar para pensar. Ou que pare e pense onde isso for essencial.

Um designer não pensa fora da caixa. Ele precisa da caixa pelos constrangimentos.

Mas olha para outras caixas em busca de inspirações e soluções diferentes, para aplicar na sua.

O designer é uma pessoa habituada a juntar peças soltas e com isso criar uma coisa diferente. Sejam as peças tecnológicas ou analógicas ou aparentemente ilógicas. Já vos falei de transmedia não já?

Designer como agente social

Para quem não conhece, desafio uma visita ao site da IDEO. “We create positive impact through design.” diz logo na entrada do site, e se formos ver os projectos onde estão envolvidos, encontramos de tudo.

Sejam questões sanitárias, de abastecimento eléctrico, recolhas de lixo, vias de acesso, reformulação de serviços estatais, na mudança de comportamentos, na redução de medos e em transformação social.

A propósito do nosso estado de pandemia, muitos têm sido os designers a apresentar soluções para a nova normalidade de experiência em restaurantes ou praias. Será assim? Será doutra forma?

Seja o que for, que seja simples.

Papel do designer na sociedade

O designer pode ser a ponte entre várias áreas, pela sua capacidade de comunicação e compreensão, e ao design podem ser chamadas outras áreas do conhecimento

antropologia, psicologia, línguas, engenharia, economia… na prática e com as ferramentas certas, todos podemos ser designers.

Não é por acaso que as iniciativas de design colaborativo são sempre mais ricas quanto maior a diversidade de competências, experiência e know-how dos participantes.

E da nossa experiência em alguns projectos, recordo sempre com muito carinho algumas histórias contadas por utilizadores e que nos deram o click para repensar todo um projecto.

“Entra a familia toda a caminho da praia, o catraio, a velha, a miuda com o namorado, o cão, o gato e o periquito, cada um tem um desconto e quem paga é o mesmo.

E agora? A maquineta não me resolve isto.”

O papel do Designer na sociedade deve ser activo. Deve chegar-se à frente e a propor ideias e soluções e já há muitas iniciativas públicas onde o podem fazer.

E em que áreas pode e deve o designer trabalhar? Todas.

Na mobilidade de uma cidade, na experiência da reciclagem, na revisão de processos burocráticos, na transformação de embalagens que gerem menos desperdício,

Mas também na concretização de uma nova forma de educar em tempos de pandemia, na criação de leis mais simples e fáceis de entender e implementar. Sim, até aqui.

Responsabilidade do Designer

Com grande poder costuma vir grande responsabilidade. E este papel e participação, pelo impacto que podem ter na sociedade, são de uma enorme responsabilidade.

Por isso, e voltando atrás ao desafio do Dan Normam… como devemos educar os futuros designers? Ora ai está um belo desafio de design a que ele vai dar um bom contributo.

Quanto a mim, passem na rede ou canal que vos der mais jeito, e digam a vossa opinião sobre este papel do designer na sociedade.

Até breve 🙂

via GIPHY

 

Photo by Josh Couch on Unsplash

Follow me!

Tópicos deste artigo