Question Everything .is/listening
Written by Joana Rita Sousa / 11.05.2017

“Tudo a pensar no mesmo!”

Nos últimos dias fala-se muito sobre a vinda do papa Francisco a Portugal, do #rumoao36 e do Salvador Sobral, o concorrente português no Festival Eurovisão.

No facebook, no twitter, nos blogs encontramos inúmeras referências à participação portuguesa neste mítico Festival – hey, eu ainda sou do tempo em que o país parava para assistir a este evento, na televisão. Bom, parece que a História se está a repetir e o país voltou a parar because #eurovision.

Salvador Sobral é o responsável: além de se constituir como uma fonte inesgotável de memes, está a ganhar a competição, no que diz respeito à partilha + comentário + likes do vídeo, na página farebookiana e oficial da competição. Duvidam? Ora espreitem aqui.

Para quem trabalha em social media e tem como responsabilidade planear e criar conteúdos para as diversas redes sociais, este é um daqueles momentos em que temos que nos adaptar e praticar o “planear para o improviso”. Que histórias vão as marcas contar, fazendo referência a este fenómeno de seu nome Salvador Sobral? É impossível ignorar o que está a acontecer – até porque isto “das redes sociais” é “muito online, muito ao momento”. E quem não está atento à realidade, perde o comboio (ou as inúmeras estações de metro que também estão a dar que falar).

As várias redes sociais são um reflexo daquilo que as pessoas são. A internet, meus amigos, não é, por si,  nem boa, nem má. E se há quem, em maio de 2017, anuncie como “novidade fresca” a morte de Vasco Granja (que faleceu, se não estou em erro, em 2009), há milhares de pessoas a falar do Salvador Sobral, do Benfica, do papa Francisco. Nos blogs, no twitter, no facebook, na pastelaria onde gostamos de beber café, na paragem do autocarro, com o colega do trabalho que está ali mesmo ao lado. No online, no offline. Na vida, mesmo.

The time is now. É tudo agora, aqui, ao momento. ONLIFE.

 

Fonte da imagem de destaque do artigo: via twitter
Follow me!